Guitarristas americanos reconhecidos por shows incríveis – aprenda a tocar como eles

Se você quer aprender a tocar guitarra como um profissional, é importante conhecer os principais nomes da guitarra elétrica americana, aquela que podemos considerar como o berço do instrumento no mundo.

Jimi Hendrix

jimi hendrix

Se o assunto é guitarra americana, não há como não começar falando sobre Jimi Hendrix, um dos guitarristas mais famosos que já existiu. Jimi Hendrix foi um dos percursores da guitarra com distorção, dando início à febre do rock and roll. Apesar de não ter um desenvolvimento técnico tão apurado quando comparado aos guitarristas atuais, Hendrix se destacou muito em sua época por meio das técnicas de expressão como Bends, Vibratos e Ligados.

B. B. King

b b king

Outro guitarrista antigo que não se destacava tanto pela técnica, e sim pelo feeling e pela emoção dentro do estilo blues. B. B. King faleceu recentemente, em 2015, deixando saudades. Poucos músicos sabiam utilizar tão bem a escala pentatônica maior dentro do contexto blues como ele.

Slash

slash

O polêmico guitarrista do Gun’s and Roses marcou história com seus patterns melódicos. Utilizando técnicas de palhetada alternada misturada com bends e ligados, os solos de Slash ficaram reconhecidos como criativos e inovadores.

Eddie Van Halen

eddie van hallen

O que falar de Eddie Van Halen? Qualquer estudante de guitarra, em algum momento, já estudou as técnicas desse guitarrista, que foi um dos maiores desenvolvedores e utilizadores do tapping (two hands). A técnica de two hands até hoje é aclamada e atribuída a esse guitarrista, que marcou época ao utilizar ligados com a mão direita durante exibições e shows tocando a música Eruption.

Joe Satriani

joe satriani

Como estamos entrando no ramo dos guitarristas virtuosos, chegou a hora de falar de Joe Satriani, considerado por muitos como o melhor guitarrista do mundo. Satriani sempre se destacou em shows e turnês mundiais expondo sua precisão e seu virtuosismo. Esse é outro guitarrista que todo iniciante deveria estudar. Para treinar a técnica de hammer on e pull off (ligados executados com a mão esquerda), é excelente tocar alguns solos de Joe Satriani.

John Petrucci

petrucci

Petrucci ficou famoso ao fazer shows e gravar discos pela banda Dream Theater. Com solos avassaladores, Petrucci ganhou fama e reconhecimento como um dos guitarristas mais técnicos do mundo. Alguns brincam que ele toca arpejos na “velocidade da luz”, subindo e descendo escalas com palhetada alternada e palhetada híbrida como se fossem arpejos (uma nota por corda). Além da técnica e da velocidade, Petrucci possui uma acentuação rítmica muito aprimorada.

Paul Guilbert

paul guilbert

E para finalizar essa lista, não poderíamos deixar de fora o guitarrista Paul Guilbert, mestre consagrado da palhetada alternada. Paul Guilbert possui uma das palhetadas mais rápidas e precisas do mundo, sempre chamou a atenção de todos durante suas performances por inovar, tocando com furadeira e outros aparelhos, fazendo um culto à técnica e ao virtuosismo.

Como colocar tudo em prática?

Uma das melhores formas de se aprender a tocar guitarra, além de ouvir esses grandes nomes da guitarra elétrica americana, é fazer a chamada online guitar lessons, onde você pode aprender tudo o que precisa, passo a passo, para chegar em um nível profissional. Tocar guitarra é uma arte que exige dedicação e empenho, não basta você apenas ler revistas e tutoriais, é necessário seguir um cronograma de estudos, algo cuidadosamente preparado para atender seus objetivos musicais.

Preste bastante atenção ao utilizar a mão direita e a mão esquerda enquanto estiver tocando, pois cada mão precisará executar uma técnica e um ritmo específicos.

Não deixe de estudar teoria musical, pois é fundamental que você saiba encontrar a tonalidade de uma música, montar acordes, utilizar tríades e tétrades ao longo de sua trajetória. Não fique somente focado na prática, ouça músicos experientes e entenda o que eles estão fazendo musicalmente, harmonicamente e melodicamente.

Artistas que irão se apresentar em 2017

Recentemente, o grupo lançou seu novo álbum, Berdreyminn, seu sexto álbum. Pouco antes, em abril, eles lançaram o EP Silfur-Refur, por isso é uma estação especialmente produtiva para o agrupamento, que com seus últimos trabalhos ganhou elogios dos meios especializados e do público, sendo qualificado como uma das bandas Mais original e surpreendente do circuito.

Da Argentina, o espetáculo “Cartas de Amor” move nosso país, um trabalho que traz de volta o ator Arturo Puig, após o sucesso alcançado em 2016 com a comédia “Nuestra Mujeres”.

A peça Letters of Love – estrelado por Puig junto com sua esposa, atriz Selva Alemán – conta a história de Melissa Gardner e Andrew Ladd, dois personagens que, por meio de sua correspondência, estiveram em contato há anos e em suas letras deixam-nos vislumbrar Sentimentos da vida. Testemunhos que revelam duas personalidades antagônicas que unem um rebelde e um homem estruturado e ambicioso. Uma peregrinação carinhosa de mais de 50 anos que foi catalogada como uma das melhores peças da segunda metade do século XX.

O grupo finlandês Apocalyptica, pioneiro na interpretação do metal tocado com Cellos, chega pela primeira vez a Santiago com sua performance incomparável e energética, como parte da turnê “Apocalyptica Plays Metallica“. Para quem aprecia um bom metal sinfônico, essa é uma excelente apresentação para acompanhar. A banda, que registra vendas recordes de mais de quatro milhões de álbuns, celebrará o relançamento do mais bem-sucedido de suas 10 produções: “Plays Metallica By Four Cellos”, lançado em 1996 e lançado no ano passado Remastered, adicionando músicas que a a princípio – não estavam na edição original, como “Battery”, “Nothing Else Matters” e “Seek & Destroy”.

Concertos previstos

O mundialmente conhecido Maceo Parker, um dos pais do funk e assiduoso colaborador de figuras como James Brown, George Clinton e Prince retornam ao Chile com a turnê ’50 Years of Funk’ e marcarão presença no Teatro Nescafé.

Esse músico excepcional que se apresentará no teatro é o saxofonista americano que incorpora o legado da alma e do funk como nenhum outro músico. Sempre na vanguarda, tem sido um fio comum na história do funk – ajudando a colocar o som do gênero em colaborações ao lado de ícones como James Brown, George Clinton e Prince e de deixar o seu próprio selo. Dirigindo a sua banda impecável com uma confiança única, Maceo transporta o público com performances que são positivamente intemporais.

Quem vai retornar ao palco do Teatro NESCAFÉ das Artes é um verdadeiro clássico chileno da empresa Great Circus Theatre, para comemorar o mês de Patrias com o prejuízo do décimo de Roberto Parra e a direção lembrada de Andrés Pérez Araya.

Sólstafir, a banda islandesa que é o lado mais progressista e vanguardista do metal, é outra atração imperdível. A banda estreia sua participação no Chile.